Publicado por: bulimundo | Março 2, 2010

Mudou alguma coisa do que aqui está descrito passados onze anos…? Eu não noto nada de novo na frente oeste…quem notar diga…..

Jornal de Notícias” 22.1.99.

“Professor, uma profissão em extinção.

* João Baptista Magalhães

Foram publicados recentemente os resultados dum estudo internacional de avaliação dos sistemas educativos na área da matemática e das ciências. Este estudo (Terceiro Estudo Internacional de Matemática e Ciências) foi concebido para ser aplicado a populações de estudantes de 9,13 e 17 anos de idade, envolvendo em Portugal apenas os alunos do 7º e 8º ano de escolaridade .
Os melhores resultados foram obtidos por Singapura, Coreia, Japão e República Checa.
Os alunos portugueses ficaram situados nos últimos lugares.
Tal facto deveria preocupar as Associações de Pais e, naturalmente, esperava-se que o Ministério da Educação procurasse aprofundar o diagnóstico desta situação, participando no inquérito internacional promovido pela OCDE para a avaliação das competências e conteúdos desenvolvidos pelos diferentes sistemas educativos. Sem o apoio de dados comparativos, corremos o risco de comprometermos os desafios do futuro com uma lógica prisioneira de uma retórica que dispensa a avaliação rigorosa e fundamentada. E são tão prementes os estudos comparativos, quanto é certo que numa sociedade global não há diplomas académicos para competir apenas nos países de origem, mas na Europa e até no mundo.
Não vamos analisar pelas diversas vertentes os dados colhidos no referido estudo.
Apenas queremos sublinhar dois aspectos: primeiro, que ele revela uma correlação nítida entre os resultados obtidos em cada país e o nível sociocultural do meio familiar dos alunos, medido nomeadamente no número de livros existentes em casa. Este dado é fundamental: os nossos alunos não são estimulados para a leitura, porque em casa também não têm exemplos que estimulem esses hábitos. Ora, não desenvolvendo o gosto pela leitura não podem desenvolver o treino de análise e interpretação de textos necessários à compreensão de problemas escritos e não compreendendo esses textos não criam hábitos de estudo que possibilitam o sucesso escolar. Segundo, os alunos dos países que obtiveram bons resultados no inquérito referem que o trabalho de casa para as disciplinas de matemática e ciências ocupa-lhes um tempo superior a três horas por dia e, entre ver televisão e falar com os amigos, não gastam fora do tempo lectivo mais do que uma hora. Não temos elementos que nos permitam saber o tempo que os alunos portugueses dedicam em casa ao trabalho escolar, no entanto, o citado estudo conclui que os nossos alunos não são capazes de mobilizar as aprendizagens anteriores para a compreensão de novos conhecimentos.
Estes problemas são reais e dão que pensar. Entretanto, não vão faltando nas escolas as ocupações retóricas: discute-se regulamentos e documentos orientadores, fazem-se relatórios e as Associações de Pais pedem explicações sobre as notas que determinado
professor deu em determinada turma, promovem-se reuniões e mais reuniões para pôr a funcionar uma virtual comunidade educativa, anunciam-se novas medidas e exige-se aos professores muitas unidades de créditos e a participações em muitas “pedagógicas” acções que fazem esses abastados currículos que acompanham os relatórios empolgantes de mudança de escalão, num frenesim que não deixa tempo para olhar de frente os reais problemas da aprendizagem dos nossos alunos. Talvez, por isso, nem as Associações de Pais, nem o M.E., nem o Conselho Nacional de Educação, nem a maioria dos sindicatos dos professores estejam preocupados com o facto de Portugal ser o único país da OCDE que não vai participar no mega inquérito do início do milénio sobre o que sabem ou não os alunos que acabam a escolaridade obrigatória. Talvez, por tudo isso, ser professor é, entre nós, uma profissão em extinção.”
* Professor e mestre em filosofia


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: