Publicado por: bulimundo | Dezembro 1, 2012

A Vida é um Hábito ….

https://i2.wp.com/3.bp.blogspot.com/_1JNEDkzr2LA/TVE6VFQPVPI/AAAAAAAABv0/k5xbmywiE7Q/s1600/xfig%2Bedward%2Bhopper_hotel-room%2B1931.jpg

O hábito é o balastro que prende o cão ao seu vómito. Respirar é um hábito. A vida é um hábito. Ou melhor, a vida é uma sucessão de hábitos, porque o indivíduo é uma sucessão de indivíduos […] «Hábito» é pois o termo genérico para os inúmeros contratos celebrados entre os inúmeros sujeitos que constituem o indivíduo e os seus inúmeros objectos correlativos. Os períodos de transição que separam as consecutivas adaptações […] representam as zonas perigosas na vida do indivíduo, perigosas, penosas, misteriosas e férteis, em que, por um momento, o tédio de viver é substituído pelo sofrimento de ser.

Samuel Beckett, in ‘À Espera de Godot’

 


Responses

  1. Tirámos o mundo do nada. Levou séculos e séculos-mas tirámo-lo do nada. No princípio só fomos almas, criámos depois a casca. Também as árvores só a poder de tempo se revestiram de um invólucro. Éramos todos fantasmas. Criámos tudo-e a mentira. Tudo-e o hábito. Tudo-e a paciência. O sonho não é senão uma reminiscência. Todas as inutilidades não passam de adaptações à vida. Essas pequenas coisas são ao mesmo tempo temerosas e ridículas.

    Raul Brandão, Húmus


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

<span>%d</span> bloggers like this: